segunda-feira, 22 de abril de 2013

Dia da Terra

Eu já tinha assistido a um episódio de Todo Mundo Odeia o Chris que se passava no Dia da Terra, onde a turma do jovem discriminado tinha que elaborar um projeto que ajudasse a salvar a Terra. Chris decide então catar latinhas junto de seu pai, e com o pouco dinheiro arrecadado, doa para o Golpe Baixo - um pobre morador de rua de seu bairro que na verdade tem uma mãe riquíssima, sendo que ele é meio psicótico e prefere viver em uma casinha de papelão - que por sua vez compra coisas totalmente poluentes, o que dá o ar de comédia no final do episódio. 

Imagem:  Earth Days. American Experience.

Mas o que quero realmente dizer é que eu pensava que o Dia da Terra fosse fictício. Nunca ouvi nos noticiários algo referente a esse dia, então, enquanto pesquisava uma apostila de música para mim e, não achando o resultado que eu queria, passei o mouse em um desenho que fica no canto superior esquerdo onde normalmente fica escrito Google, li "Dia da Terra". 

Fui no meu bom amigo Wikpédia - que na minha opinião é uma fonte de pesquisa que, dependendo do assunto que você vai pesquisar, lhe ajuda de forma imediata - e descobri que o Dia da Terra foi criado no dia 22 de Abril de 1970 pelo então senador americano Gaylord Nelson.
Essa data tem como finalidade criar uma consciência  comum aos problemas da contaminação, conservação da biodiversidade e outras preocupações ambientais para proteger a Terra.

É importante não somente hoje, mas todos os dias, termos a consciência de que vivemos na Terra, e como moradores dela, temos que pensar em algum jeito de preservá-la com pequenas ou grandes ações. 
No mundo capitalista em que vivemos, está muito difícil não poluir. Existem tantas fábricas que produzem tanto e afetam a Terra de forma tão agressiva, que fica difícil de a natureza continuar da forma que foi criada. 

São elaboradas tantas conferências para discussão de como manter a Terra preservada, e não tenho visto nenhum resultado. É muito difícil os grandes países capitalistas como EUA, reduzirem a emissão de gases poluentes e etc. Afinal, eles não querem perder dinheiro. A produção para eles é mais importante. 

OBS: É importante lembrar que o Dia da Terra não é reconhecido pela ONU. 

Tiago Vieira.

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Once Upon a Time 2x18 "Selfless, Brave and True"


Tamara: "Eu contava que você iria querer se salvar." 
August: ''Talvez seja isso que eu esteja tentando fazer. Eu vivi uma vida de egoísmo, covardia e desonestidade. E só eu posso curar isso, e não a magia ou a ciência. Apenas eu."


Imagem: Google Imagens/Reprodução

O melhor episódio dessa segunda temporada, e um dos melhores de todo a história de OUaT. Me pareceu que os roteiristas depositaram tudo que eles queriam mostrar aos telespectadores sobre a dimensão do que a série quer passar, do que ela realmente é. Não é algo infantil ou completamente adulto precisando colocar muitas cores para as crianças ou cenas de sangue ou insinuações sexuais para entreter os adultos. Não. De forma inteligente, os criadores, roteiristas e diretores da séria conseguem alcançar todos os públicos de ambos os gêneros - é isso que me agrada tanto na série. 

Desde o Season Finale da primeira temporada, o personagem August não aparece com tanto destaque. Se eu não me engano, ele apareceu somente duas vezes nessa segunda temporada, e ainda assim, uma delas era flashback. Cheguei a ficar irritado e pensei que eles haviam se esquecido desse personagem tão importante, pois, afinal, foi ele quem impulsionou Emma a acreditar que a magia estava em nosso mundo e que ela era a única com o poder de salvar o povo de Storybrook da maldição lançada por Regina.  
Eu estava enganado. Os responsáveis pela série não se esqueceram do August (ou Pinóquio); somente estavam esperando o momento certo para inseri-lo na trama e a partir dele, responder muitas perguntas e criar novas também. 

O episódio 18 quebra as barreiras territoriais dos Estado Unidos. Se em "Manhattan" eles saíram de Storybrook para o Estado mais conhecido do País, nesse episódio nós fomos levados à correria, superlotação e magia de Hong Kong. 
Em 2011 August está entregue aos prazeres e as riquezas em uma ilha paradisíaca, mas tudo começa a acabar quando ele percebe que sua perna está se transformando em madeira e logo se espalhará por todo o seu corpo. Então corre para um Hospital, mas o médico não consegue enxergar o mesmo que ele vê. Então August é indicado por um jovem e vai se consultar com um mestre chinês mais conhecido como O Dragão, que pode curar qualquer coisa se você dar a ele algo de valor sentimental e financeiro.  

Em Storybrook nos dias atuais, Tamara - a esposa de Neal - chega à cidade e é nesse momento que percebemos a importância que essa nova personagem terá ao lado de Owen (o forasteiro). Os dois são humanos, mas acreditam na magia e juntos prometem alvoroçar a cidade de Storybrook e serem uma verdadeira ameaça para Emma e sua família. A pena é que eles ainda não sabem disso, somente agente. 

Os caminhos de August e Tamara se cruzam em Hong Kong de forma nada amigável. Desde esse dia, Tamara busca incessantemente encontrar August e descobri o que há no mundo dele. 
Astuta, Tamara consegue informações valiosas e a partir daí começa seu plano de roubar a magia de Storybrook. 
O fim do episódio é clássico e muito explicador.

Concluo que sim, com certeza haverá uma terceira temporada. E acho que os humanos ganharam destaque e serão a principal ameaça do povo de Storybrook.

Henry: Coragem, sinceridade e altruísmo. Não vê o que isso significa? É o que Pinóquio deveria ser.




Tiago Vieira.


terça-feira, 16 de abril de 2013

Trailers

Há algumas semelhanças em relação aos trailers dos filmes que vou postar aqui: a primeira é que ambos fazem parte de uma série cinematográfica e são o segundo capítulo de suas respectivas histórias. A segunda é que são blockbusters que prometem arrastar seus respectivos fãs e pessoas como eu que não conhecem quase nada da trama e só agora começa a se interessar depois dos Trailers, para o cinema. Mas no último caso, pessoas como eu vão ter que assistir ao primeiro filme para entender um pouco a trama. 
Jogos Vorazes eu já comecei a assistir mas desisti na metade. Darei mais uma chance para tentar me cativar com a história. 
Já Percy Jackson comecei a ler o livro, mas, assim como o filme Jogos Vorazes, larguei na metade. Pelo que ouvi, o primeiro filme da série do Percy Jackson estragou com muita coisa, mas dizem que o diretor e roteirista consertaram os erros nesse segundo filme.

Em Agosto:





Em Novembro:




Tiago Vieira.

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Once Upon a Time 2x17 - "Welcome to Storybrook"


Imagem: Google Imagens/Reprodução
O 17º episódio da segunda temporada de OUaT não ficou à frente dos anteriores a partir do 14, mas também não foi ruim; pelo contrário, foi bem revelador e diferente da linhagem que os roteiristas vem trazendo desde a primeira temporada - duas linhas de tempo: Presente e Passado nos Contos. Desta vez a segundo linha de tempo se passava em 1983,  quando Regina acorda no nosso mundo e percebe que sua maldição lançada deu certo.
O que achei legal, foi o fato de eles terem usado algumas cenas já mostradas na primeira temporada, como a de Mary Margareth dando aula. E a fotografia estava mais cinzenta como era a da primeira temporada. 
Os protagonistas desse episódio além de Regina e todo o pessoal de Storybrook,  são o menino Owen e seu pai Kurt. Ambos estavam acampando quando a magia chegou ao nosso mundo. Os dois se surpreendem ao verem que havia uma cidade bem perto deles que não tinham percebido antes; então decidem explorá-la. 
Acontece muitas coisas até que Regina cria um "amor" pelo menino Owen capaz de querer que ele fique na cidade com seu pai, mas acontece que Kurt vê ela praticando magia e, assutado, saí da cidade; só que depois é pego e Owen fica sozinho e promete encontrar o pai um dia. 
No final do episódio descobrimos quem é o tal forasteiro, o que ficou óbvio na metade do episódio.

O drama de Mary Margareth está tão monótono, porém suportável. Ela percebe que o seu coração está se obscurecendo e ela será culpada de muitos desastres que podem acontecer com sua família - o que a deixa ainda mais triste para a alegria de Regina.
Bem, acho que a partir do próximo episódio já vou poder tirar algumas conclusões sobre o futuro da série, que tem tudo para terminar bem.


Tiago Vieira.

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Once Upon a Time 2x16 - "The Miller's Daughter"


Imagem: Google Imagens/Reprodução

Um episódio muito bom, posso assim dizer. O desfecho dessa temporada está muito próximo, mas ainda não tenho ideia de como pode terminar e o que acontecerá depois da morte de um personagem importante dessa segunda temporada.
Na linha de tempo do passado, é contada a história da vida da Filha do Moleiro, que sempre foi pobre e depois de ser humilhada por uma garota que se intitulava Princesa do Norte, criou dentro de si o desejo de se tornar poderosa. Interessada em ter uma filha para que futuramente a fizesse Rainha, Cora se infiltra no baile de máscaras e dança com o filho do Rei; sendo descoberta e humilhada novamente, Cora diz que se conseguir transformar a palha que vendia em ouro, queria se casar com ele. Com a ajuda de Rumpelstiltskin por quem se apaixona de verdade, Cora consegue casar-se com o filho do Rei. Mas havia um problema: ela ansiava o poder, mas o amor que sentia pelo Rumpel era mais forte. Então decidi tirar o próprio coração para prosseguir com o seu plano de colocar sua filha Regina como Rainha.
O enredo do episódio foi muito bom. Estou percebendo mais dinâmica em cada episódio e os atores estão dando mais vida e intensidade a cada personagem. E isso é muito importante para o sucesso de uma série.

Bem, agora é prosseguir assistindo os episódios já exibidos e esperar Maio para ver o Season Finale.





Tiago Vieira.

sábado, 6 de abril de 2013

Once Upon a Time 2x15 - "The Queen Is Dead"


Imagem: Goolge Imagens/Reprodução
Enfim conhecemos a mãe da Snow Wihite e ficamos sabendo como ela morreu. Confesso que quando li o nome do episódio, fiquei imaginando se a Regina morreria, o que logo descartei.
Ainda em Nova Iorque, Emma, Mr.Gold, Henry e Neal formam uma família com muitos problemas. Ainda mais agora que o Gancho saiu de Storybrook e feriu Mr.Gold no coração. Agora os quatro preparam à volta à Storybrook na busca por um antídoto. 
Para piorar a situação, Cora consegue o domínio da adaga que tem o poder de controlar toda a cidade. E muitas revelações foram feitas nesse episódio. Respostas de perguntas  feitas na primeira temporada.
O episódio foi bom. Mas não um dos melhores. 
Essa temporada de OUaT vai ficar marcada pelos episódios regulares às vezes intercalados por ótimos episódios (poucas vezes, na verdade). Mas ainda assim considero muito a série. 



Tiago Vieira.